quarta-feira, 12 de julho de 2017

O retorno de ROM - O Cavaleiro do Espaço
























Graças a parceria da editora IDW e a empresa de brinquedos Hasbro, temos finalmente, após mais de 30 anos a primeira figura de ação de "Rom: O cavaleiro do Espaço".

O personagem é desconhecido pela maioria dos fãs recentes, mas um punhado de fãs resistentes ainda lembra do personagem nos anos 80, quando foi escrito pelo mestre Bill Mantlo e desenhada pelo veterano do Hulk, o desenhista Sal Buscema.

O personagem era, assim como os "Transformers" , inicialmente só uma propaganda, um merchandising, um tie-in, do boneco Rom lançado nas lojas. Mas assim como  a Marvel fez com os Transformers, o personagem Rom recebeu um tratamento cinco estrelas no seu gibi. Sendo levado a sério, o personagem extrapolou o seu potencial.


Rom era um "Cavaleiro do Espaço" era um jovem humano que se ofereceu para virar um super ciborgue espacial para defender seu planeta Gálador, dos invadores "Os Espectros", criaturas horrendas que mudavam de forma e se disfarçavam de humanos na Terra. Com a seu scanner o "Analisador", que desmascarava os Espectros e o "Neutralizador", uma arma que bania os monstros numa dimensão paralela chamada "Limbo" ele lutava pela sobrevivência do seu povo.

 Pelo menos alguns fóruns de quadrinhos do Brasil lembravam do Rom, pois usavam o termo "enviar para o limbo" para designar o ato de banir permanentemente membros de fóruns de discussão."Ele foi limbado, e do limbo não há retorno".





O contrato com a fabricante de brinquedos original se encerrou, ou algo assim e a Marvel cancelou o gibi, mas não sem encerrar sua história com chave de ouro. Rom, junto com o resto dos heróis Marvel, derrotou os Espectros e salvou seu mundo. Final feliz.

Os anos se passaram e meia dúzia de fãs sobreviventes ainda pedia pelo retorno de Rom, mas a Marvel se limitou a apresentar apenas alguns elementos escondidos nas páginas do Quarteto Fantástico. Como a sua arma e seu scanner, apareceram nas mesas do Reed Richards algumas vezes, e uma versão "rebootada" dos amigos do Rom, os outros Cavaleiros do Espaço apareceram irreconhecíveis.








Por fim, a editora IDW recentemente adquirou os direitos do personagem que estavam no limbo (ahem) e ressuscitou o personagem, de forma estilizada, para não ficar idêntico a versão da Marvel, e está reapresentando ele nas revistas da editora. 

Mas mesmo assim, os cinco fãs remanescentes inicialmente ainda olharam torto. Mas com certeza eles ficaram felizes ao ver a nova figura do Rom, junto com os G.I.Joes e os Transformers. 

Os Deuses de Gálador aprovam!